1000 tsurus e 1 desejo

A história começa com uma menina chamada Sadako, que sobreviveu a bomba atômica de Hiroshima, em 6 de Agosto de 1945. Na época ela tinha 2 anos, ela cresceu e praticava atletismos, mas em 1955, se esforçou muito em uma competição e começou a sentir tonturas e cansaço e não conseguiu se levantar. Ela foi levada ao hospital e diagnosticada com Leucemia, como diziam, a doença da bomba atômica. Para ajudar a amiga, Chizuko foi visitá-la e levou papéis de origami e contou-lhe uma velha lenda japonesa, a dos 1000 tsurus, ela explicou que o tsuru é uma sagrada ave japonesa, vive 1000 anos e que se uma pessoa dobrasse 1000 tsurus de papel teria um desejo concedido. Sadako ficou com esperança de que um dia pudesse correr novamente e começou a dobrar os tsurus. Infelizmente Sadako faleceu aos 12 anos, antes de completar os 1000 tsrusus. Ela nunca desistiu e foi inspirado nessa perseverança que os amigos de sadalo montaram um livro com as cartas escritas por ela e publicaram e conseguiram dinheiro para construir uma estátua em homenagem a Sadako, a estátua foi construída em 1958, no Parque da Paz em Hiroshima, com os dizeres: Esse é o nosso grito. Essa é a nossa reza. Paz no mundo!

tsrusu-1

Foi com esse espírito de paz que resolvi dobrar 1000 tsrusus. Toda vez que eu fazia um tsuru, todos falavam sobre essa história dos 1000 tsrusus, perguntavam também, mas não tinha a curiosidade de saber sobre essa história. Um dia, sem fazer nada em casa, pesquisei sobre o assunto, e a cada página que lia, a cada história contada, eu me empolgava mais nessa ideia. Mas não porque era legal, ou porque eu gosto de tsuru, mas tem uma coisa por trás disso tudo 😉 Eu sou uma pessoa que tenho dificuldade de terminar algo que começo, talvez porque eu desisto, ou porque canso, ou até porque eu não consigo fazer do jeito que imaginei, se isso é insegurança, então acertou. A ideia de fazer algo que é grande e com um significado tão lindo, eu não posso desperdiçar, então eu falei para mim mesma, não importa o desejo que fizer, mas você vai completar esses 1000 tsurus antes do ano novo, por um simples objetivo, mostrar para mim mesma que eu sou capaz de fazer o que eu quiser ^^
Parece uma coisa esquisita, mas eu quero isso mesmo, a minha insegurança já me atrapalhou por demais os meus pensamentos, as minhas ações e eu quero melhorar, quero seguir mais leve. 😉

Vocês já pensaram nisso? ( Não fazer os 1000 tsrusus ^^ ) mas simplesmente pensar em vocês, no que vocês querem, olhar para você mesmo com um olhar diferente. Eu aconselho vocês a fazerem isso, quando a gente se conhece, tudo fica mais leve, a vida, os relacionamentos, os trabalhos, tudo *-*

Comecei a dobrar no dia 21 de Agosto de 2012
Já tem #180 tsurus.

Créditos a história: Amorigami.com.br

Respondendo os comentários lindos s2

Alguém que gosta de colocar nas palavras o que sente, o que quer e o que vive. Palavras são só o caminho para um mundo com muita luz...

Você pode gostar de

16 Comentários

  1. achei simplesmente linda essa história dos tsurus!
    quando nos propomos a desafios grandes assim sempre surgem obstáculos querendo nos impedir, mas é só manter o foco que sempre conseguimos alcançá-los!
    quando você terminar seus 1000 tsurus e fazer o pedido o que vai fazer com tantos pássaros? posso pedir um de presente? ^^

    megaa bjoo
    ;**

  2. eu fiz 10 tsurus. A história é linda.
    Comecei a fazer por causa de um livro que eu li e no kit dele veio papéis e ensinando a fazer *o*
    quero comprar papéis bonitinhos para fazer meus 1000 todos coloridinhos ^^
    Bjuxxxxxx

  3. Nossa, que história linda! Sempre achei a coisa mais linda esses origamis de aves, mas não sabia do significado deles…
    Espero que você consiga terminar tudo até o fim do ano, e que, principalmente, não desista! Sei bem o que é deixar tudo pela metade… a sensação de frustação é inevitável.

    Beijo, beijo :*

  4. Acho incrível qualquer origami e os tsuru não fogem da regra. Mas não sabia da história e achei muito linda e até como você falou depois, isso serve como uma inspiração para que não desistamos das coisas facilmente.

    Beijos Maíra!

  5. Nunca tinha ouvido falar na história dos tsurus e depois de ler aqui no seu blog, achei linda demais!
    Eu sou uma pessoa que sempre desistem das coisas quando elas não estão dando muito certo e me empenhar para fazer 1000 tsurus iria ajudar muuuito isso!
    Seu blog é muito lindo. Beeeijos.

  6. Conheci a historia dos tsurus pelo meu namorado. também quero um tsuru 🙁 também queria fazer 1000, mas tenho uma memória que nunca mais consegui fazer desde que meu namorado me ensinou KKKKKKKKKK
    vou aprender na internet, pra tentar fazer né?
    Estamos falando de fotografia:
    http://mentesolvente.blogspot.com.br/
    você gosta? deixa seu comentário lá!

  7. Eu já tentei dobrar tsurus, mas nunca consegui! HAHAHAHA Quando eu soprava, ele não enchia, aí eu desisti.

    Acho ótimo se dedicar a uma atividade desse tipo, acho que melhora a dedicação e a força de vontade da gente, né?

    Lindo blog, obrigada pela visita (:

  8. Já tinha lido essa história lá no seu facebook. Queria conseguir fazer, mas eu tenho muita dificuldade com origamis, uns simples consigo fazer. Se eu fizesse seria em homenagem a essa historia, porque ela não conseguiu fazer, mas ela não desistiu.
    beijooos ^^

  9. Eu já ajudei a dobrar 1000 tsurus para o meu então professor de japonês, que sofre de câncer há anos e só agora está batalhando para conseguir sua aposentadoria por invalidez. Ficou anos sofrendo, doente, a esposa dele com lúpus, e mesmo assim dando aulas…
    Sabe o que é um professor com quem tu só teve aulas por pouco mais do que dois anos olhar nos teus olhos e dizer que a felicidade dele é ver os alunos, pois são os alunos que o mantém vivo? Ele me olhou nos olhos e me disse isso. Ele disse que, se parasse de dar aulas, ele morreria. Mas não podia mais dar aulas por falta de condições físicas.
    Então todas as turmas dele fizeram 1000 tsurus e fizemos uma espécie de cortina para ele. Uma cortina de 1000 tsurus, desejando a cura que, em verdade, nunca virá.
    Mas, em troca de uma cura, muito além dos pássaros de papel, demos ao sensei a felicidade de saber que ele tem muitas pessoas que o amam e se importam com ele. E que desejam o bem dele, e que gostariam que ele não estivesse doente.
    Acho que a essência dos 1000 tsurus é cada um que faz e transmite para cada pecadinho de papel. Eu não pude transmitir a cura do câncer do sensei, mas transmiti que, enquanto ele possa viver, que viva sempre feliz, positivo e que, se ele precisar de alguém, que possa recorrer aos alunos que os fazem sorrir.

    Eu me forço a não chorar quando falo do sensei e quando converso com ele. Mas, quando ele me falou que o médico lhe deu só mais este ano de vida, caí em lágrimas quatro horas depois, quando finalmente pude chegar em casa…

  10. Que linda história!
    Olha, eu tenho certeza que você vai conseguir, estou certa que antes do ano novo você já terá conseguido fazer os 1000 tsrusus, e que o seu desejo se realize, não só um, mais todos!!!
    Eu também já deixei de me permitir fazer algo por insegurança, mas não é com esses pensamentos que devemos viver. Tudo que há debaixo desse céu pode ser conquistado, basta termos uma vontade verdadeira, lutar por isso e não desistir nunca!

    Boa sorte!
    Mil beijos. :}

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge