2018, thank you!

Tá valendo né? ainda estamos em janeiro!

Engraçado pensar no ano que passou como um todo, porque foram momentos separados que fizeram 2018 ser exatamente como deveria ser. Comecei o ano sem ter expectativa nenhuma de como seria, só sentia no fundo do meu coração que seria um ano de alguma mudança. E como foi.
Em outubro de 2017, eu comecei o que diria a saga de uma coisa nova na minha vida. Comecei a pagar o meu tão sonhado intercâmbio para a Europa. Tive que ficar quieta, as pessoas que sabiam, eram pessoas próximas, eu tinha aquele negócio de que não queria que todo mundo soubesse, a felicidade é algo muito nosso.


Os meses foram passando, e o sonho foi ficando cada vez mais perto, eu não sabia mais se era o certo, não sabia mais o que esperar. A passagem de 2017 para 2018, deixou saudades, mas iniciou também um outro momento da minha vida, de que eu queria curtir intensamente tudo que estava acontecendo…

Pulei meu primeiro carnaval, pré-carnaval em São Paulo e carnaval em Minas Gerais, meu deus, que festa! Dias de alegria, muita dança, muitos beijos e muita história para contar. 2018 foi o ano que eu comecei a me conectar comigo novamente, eu já não era mais a menina que ficava quieta, eu falava, falei o que sentia, falei o que queria, fiz coisas que eu sentia vontade, sem deixar que os julgamentos das pessoas me impedissem.
Fui verdadeira, fui eu! e isso me fez ser muito mais alegre. Sorri mais, chorei também, abracei muito e me conectei com muitas almas lindas. Até Junho, foi aquela loucura, entre sair com os amigos, querer viver intensamente, guardar dinheiro para o intercâmbio, querer ficar no Brasil, pagar coisas do intercâmbio, trabalho, família… Minha mente foi para o saco..


Dai os momentos separados, até Junho, eu tinha um sonho no papel, depois de Junho, o sonho realmente iria realizar, e eu não sabia mais se o que eu estava fazendo era o certo, briguei com a minha mente e com meu coração milhares de vezes. Tive problemas de saúde, como infecção na garganta por 3 meses seguidos. E tudo era bizarro, Junho foi o mês decisivo, comprei as passagens, minha mente deu um BUM e ela pensou: agora não tem volta, você vai viajar dia 23 de setembro! Eu sabia que era a mudança que queria, esse sempre foi meu sonho, sempre! Mas nossa como foi dificil me desconectar de tudo que eu imaginei que era possível me conectar.
De Junho para Setembro, passou como um jato, no meio disso tudo, descobri que meu cisto estava maior do que o esperado, e a noticia, preciso fazer uma cirurgia, meu deus, cirurgia, um mês antes de eu viajar! Foi difícil, muita coisa pra resolver, não sabia se o que me faltava era ânimo ou era coragem para começar a enxergar de vez que o relógio estava fazendo a contagem regressiva. Foram dias difíceis, ver na cara dos meus pais que o dia estava chegando, ver na cara dos meus amigos sobre ser a última saída, como é complicado tudo isso… Agora entendo que as pessoas falam que somos muito corajosos e forte, não é fácil viu? mesmo que for por 8 meses apenas, ficar longe é algo para os fortes!


2018 me fez perceber o quanto eu sou forte, o quanto eu sou capaz de superar tudo. Viajei sozinha, sem “achar” que entendia a língua, passei 25 horas em Amsterdã, completamente sozinha, e quando cheguei em Dublin, sozinha, percebi que iria ser uma grande jornada. 2018 me deu um tapa na cara, o sonho não é nada comparado com a realidade, e isso é algo que você não descobre lendo sobre a vida aqui num blog, ou num vídeo no YouTube, você aprende vivendo, vivenciando. Eles vão falar que é difícil, mas vão florear as dificuldades, vão florear o que você vai sentir nos primeiros dias e vão florear a beleza que é desse crescimento…
Todo mundo fala: Depois da tempestade, vem o arco-iris. E como isso é pura verdade!!


Então 2018, obrigada por ter passado e me mostrado o quanto sou forte, corajosa, feliz e alegre. O quanto tenho amigos maravilhosos, que me apoiaram e que estão comigo mesmo de longe. Obrigada por me fazer entender que sou maravilhosa, sem toda essa exigência da sociedade. Obrigada por me mostrar que família é a base de tudo, obrigada por me deixar enxergar mais ainda sobre gratidão, luz e auto conhecimento. A busca de tudo isso ainda continua, mas você foi essencial para que tudo isso tenha acontecido!


Thank you 2018! For everything, every moment! 

Alguém que gosta de colocar nas palavras o que sente, o que quer e o que vive. Palavras são só o caminho para um mundo com muita luz...

Você pode gostar de

4 Comentários

  1. Adorei sua sinceridade, desabafos e agradecimentos em seu post. Não posso negar que meu 2018 foi uma loucura total, uma montanha russa de sentimentos, alegrias, tristezas e problemas. Em 2018 me casei no civil, viajei para o lugar que sonhávamos, perdi minha sogra e engravidei. Uma loucura de ano que teve uma característica bem inusitada cheia de emoções.
    Espero esse ano conseguir realizar muitas coisas e não vejo a hora de conhecer o rostinho de minha bebê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge