2018, thank you!

Tá valendo né? ainda estamos em janeiro!

Engraçado pensar no ano que passou como um todo, porque foram momentos separados que fizeram 2018 ser exatamente como deveria ser. Comecei o ano sem ter expectativa nenhuma de como seria, só sentia no fundo do meu coração que seria um ano de alguma mudança. E como foi.
Em outubro de 2017, eu comecei o que diria a saga de uma coisa nova na minha vida. Comecei a pagar o meu tão sonhado intercâmbio para a Europa. Tive que ficar quieta, as pessoas que sabiam, eram pessoas próximas, eu tinha aquele negócio de que não queria que todo mundo soubesse, a felicidade é algo muito nosso.


Os meses foram passando, e o sonho foi ficando cada vez mais perto, eu não sabia mais se era o certo, não sabia mais o que esperar. A passagem de 2017 para 2018, deixou saudades, mas iniciou também um outro momento da minha vida, de que eu queria curtir intensamente tudo que estava acontecendo…

Pulei meu primeiro carnaval, pré-carnaval em São Paulo e carnaval em Minas Gerais, meu deus, que festa! Dias de alegria, muita dança, muitos beijos e muita história para contar. 2018 foi o ano que eu comecei a me conectar comigo novamente, eu já não era mais a menina que ficava quieta, eu falava, falei o que sentia, falei o que queria, fiz coisas que eu sentia vontade, sem deixar que os julgamentos das pessoas me impedissem.
Fui verdadeira, fui eu! e isso me fez ser muito mais alegre. Sorri mais, chorei também, abracei muito e me conectei com muitas almas lindas. Até Junho, foi aquela loucura, entre sair com os amigos, querer viver intensamente, guardar dinheiro para o intercâmbio, querer ficar no Brasil, pagar coisas do intercâmbio, trabalho, família… Minha mente foi para o saco..

Continue Reading

Re(começar)

Dia desses minha mente me levou a tal palavra “recomeço”, por algumas coisas que passei nesses últimos meses, muitas coisas que vivi, que reaprendi. Essa palavra esteve na minha mente esses meses todos, lembrando de que a vida é cheia de recomeços.

Quando a gente sai de uma escola e vai pra outra, o recomeço está ali nos esperando, para viver novas amizades, novos aprendizados.
Quando a gente sai de um trabalho para outro, o recomeço nos lembra que somos capazes e que podemos muito mais.
Quando nos mudamos de cidade, de país, ele está lá, desfazendo as malas com a gente.
Quando nos separamos de alguém, seja amor, amizade, família, ele está ali com a gente, nos forçando a transformar, a evoluir.

Ele sempre está ali na nossa vida, seja em momentos felizes, tristes e de dúvidas.
Quando eu decidi recomeçar, não foi fácil, porque significaria “esquecer” (entre aspas mesmo, porque esquecer é quase impossível, até porque, tudo foi um aprendizado e me fez ser até aqui) de tudo que a minha vida foi até ali, eu teria que deixar de lado, o que eu senti, o que eu vivi, os momentos felizes, as lágrimas… porque eu ia começar novamente.

Lógico que no começo a dúvida entrou bem firme na minha mente, não me deixando dormir, não me deixando pensar direito. As lágrimas também não cessaram, continuaram, mas foi diminuindo aos poucos, até sumir. Eu me forcei a olhar pra frente, a conhecer pessoas novas, a sair pra lugares que eu nunca imaginei ir, a me conhecer. O que eu gostava, o que eu não gostava, aonde estava o meu limite, eu senti cada pedaço do meu corpo, cada sensação e entendia a cada momento uma redescoberta de mim mesma. Até que não foi mais uma força e sim um gosto, uma nova vida!

Não sei quando eu renasci. Mas eu senti esse renascimento, a partir do momento que eu consegui lembrar do que eu era e ver que isso não me moldava mais, porque eu estou sendo uma outra pessoa, eu renasci, eu recomecei.

O recomeço não é você colocar de lado, tudo que viveu, deixar de falar com as pessoas que você falava, não. O recomeço é simplesmente entender que é uma transformação, uma evolução. Eu sou grata pelo que eu vivi até o momento, sou grata por ter conhecido pessoas maravilhosas, por ter feito outras coisas que naquele momento da minha vida era preciso, era necessário.

Mas para que a gente possa evoluir e crescer espiritualmente, alguns ciclos precisam ser fechados e algumas coisas não podem permanecer da maneira que sempre estavam, porque a mudança é a chave da transformação, e a transformação é a chave do recomeço.

Se por um acaso, você esteja com aquele pensamento de que nada dá certo, de que sempre é a mesma coisa, está na hora de olhar pra si, pra dentro sabe. E se sentir que precisa de um recomeço, ahh só aceite e siga em frente.

É aquela frase: se continuarmos fazendo o que a gente sempre faz, o resultado sempre vai ser o mesmo.
Então mude, mude agora! Se você tem essa necessidade que algo precisa ser mudado, então mude e não tenha medo dessa mudança, não tenha medo de começar tudo de novo, o medo ele sempre nos acompanha, a gente precisa é saber lidar com ele. E para sermos verdadeiramente felizes, os desafios são essenciais.

Continue Reading

um desabafo de uma pessoa insegura

Eu podia tá fazendo um post totalmente alegre, mas eu precisava desabafar. Desde criança eu sou uma pessoa insegura, tudo o que eu fazia eu achava que não tava legal, colocava eu mesma pra baixo e sempre deixava a tristeza tomar conta. Fiz tratamentos com piscólogas, tentei eu mesma me controlar, me ajeitar… mas a insegurança ela persistiu, foi mais forte e eu fui fraca. Fraca. é uma palavra que eu não gostaria de ouvir, e nem de falar, mas sim fui Fraca. Deixei que ela me dominasse num nível que não consigo sozinha deixar. Preciso sim de alguém pra me ajudar, muitos podem achar baboseira, e frescura, mas preciso.

São tantos “se’s” e tantos porques, que eu não consigo descobrir sozinha. Mas sabe o que acontece quando você é insegura? tudo pode desmoronar, tudo pode acabar (como muitos falam, tudo tem um ciclo, tudo tem um fim) e ai é que mora o perigo, a insegurança pode trazer uma coisa em você nos dois sentidos: no bom e no mal, pode te fazer mais forte, talvez pelo medo você não faça coisas doidas e pense duas vezes, ou pelo medo excessivo, você deixa de viver. E infelizmente a minha insegurança é do mal, sabe aquela sementinha que foi plantada, e toda vez que ela ataca, pensamentos ruins, pensamentos maus invadem minha cabeça e ai vou te dizer o quanto é difícil tirar eles da minha cabeça, lágrimas começam a brotar, e ai desanda…

eu não sei se muitos passam por isso, mas é dificil achar alguém que entenda, se nunca passou por esses tormentos, é difícil. Eu passei por muitos momentos de desespero e de alegria, a insegurança te deixa meio bipolar ahah

Eu não quero que aos 40 anos eu perceba e mude, quero mudar agora, quero ser outra pessoa hoje, no presente e se para isso eu tenho que viver do zero, eu vou precisar passar por isso, eu to passando por um momento ruim na minha vida, mas acho que todos tem que passar ou irão passar. Hoje entendo o que está acontecendo, compreendo, porém é difícil passar por cima da insegurança.. eu preciso escrever para aliviar a tensão toda que existe em mim…

Eu estou batalhando, tenho certeza de que vou conseguir.. pode ser um post totalmente confuso, pode ser algo que pra você que está lendo não faça sentido ou se pergunte, porque ela ta postando isso, é que escrever sempre foi bom pra mim. Sempre me fez perceber coisas. Então não precisa comentar se não sentir a vontade de falar sobre o assunto, mas eu precisava colocar pra fora toda essa dor que a insegurança me traz. 🙁

Se caso esse blog começar a ficar triste demais, você como leitor tem o DIREITO de intervir ok?! <3 vamos combinar isso? 😉

Foto Via weheartit

Continue Reading