Uma carta para mim mesma 10 anos atrás

Olá Maíra!
Provavelmente você deve estar lendo essa carta quando estiver escrevendo em seu diário de páginas escuras ou pensando naquele garoto que nem te olha tanto assim vai, ou até mesmo pensando no que você vai fazer a tarde, porque sei que você gosta de se divertir e ver vários filmes, e aliás sei muitas coisas, vou te dizer, continue escrevendo porque daqui alguns anos você vai escrever, mas será com a sua própria vida, porque eu sou você no futuro e voltei por meio dessa carta, pra te dar umas dicas e quem sabe mudar a sua vida:

1- Não fique triste por certas coisas que não estão ao seu alcance, te juro, que isso te causará uma insegurança tremenda e pode te prejudicar em algumas situações;
2- Não chore por tudo, isso acaba ficando chato mais pra frente;
3- Seja mais forte com o seus sentimentos, prometo que vai funcionar e que vai ser bem melhor, hoje você é bem mais forte do que você imagina ser, não de músculos ;x mas de cabeça 🙂
4- E continue escrevendo em seus diários, contando seus dias, afinal, você é uma menina de 13 anos, ainda é uma criança, e passar por isso é muito bom, porque daqui alguns anos, meninas da sua idade, vão estar grávidas, é isso mesmo, essas coisas de crianças que você passa, hoje em dia nem existe mais, infelizmente 🙁
5- E sabe todos aqueles meninos que você cita no seu diário, esqueça, eles não valem nada, continuam babacas e crianças, enquanto você se tornou uma mulher e tanto, sem querer ser metida ^^
6- E o seu desejo será realizado, você vai encontrar alguém que te ame do jeito que você é e que você ame ele também, e vai ficar 5 anos com ele e lógico ainda estou com ele, e não, não vou contar como você vai conhecê-lo, porque é algo que vale a pena a surpresa, mas te digo uma coisa, é uma bela de uma surpresa 🙂
7- Calma, não fique desesperada por ninguém te querer, ou porque você não é tão magra como as outras meninas, no futuro, você é linda e nem é tão magra assim, mas está super bem com o seu peso e o seu corpo, então não fique maluca por isso;
8- E sabe aquela menina que te atormentava pra caramba, roubava suas barbies e batia em você? é pois é, ela mesma, ela nunca mais será o seu problema, até porque também percebi que a sua/minha vida está bem melhor do que a dela, você acredita que ela teve filho aos 18 anos?
9- E sério continue fazendo exercício, suas aulas de futebol e de natação, você sentirá falta disso tudo mais pra frente, você verá.
10- Acredite, você será bem diferente do que é, terá tatuagem, sim, você terá duas tatuagens, terá um blog, vai cortar o cabelo curto com pontas, sim, lembra quando você ficou chorando porque o cabeleireiro tinha cortado a mais? pois é, você vai amar o cabelo curto e vai ficar linda, então fica tranquila 🙂 e vai escolher a profissão que vai se apaixonar s2 , você é uma Designer 🙂 ;
11- Você vai ter bastante problemas em relação ao amor, mas afinal todos sofremos por amor né, mas pode ficar tranquila que vai passar, você encontrará o amor na onde menos procura;
12- Lembre-se você é uma criança ainda, não se preocupe com meninos chatos e ignorantes e nem se preocupe com coisas de adultos, aproveite a sua infância da melhor maneira possível;
13- Não gaste lágrimas por aqueles “meninos” que só sabem te xingar e colocar apelidos horríveis, porque no futuro, você nem vai olhar pra eles e eles olharão pra você com outros olhos, acredite, vai ser até divertido 🙂 🙂
14- Você vai entrar pra faculdade, como você sempre quis entrar, vai perceber que não é tão filme como parece e vai ralar muito, então aproveite a sua vida agora 🙂
15- Alguns amigos vão se distanciar, então cuida bem de quem está do seu lado, pois as amizades são importante demais, claro, que irá conhecer pessoas incríveis, mas as amizades antigas, vão perdurar e você vai encontrar com essas amizades bastante tempo ainda. <3

E seja sempre meiga e sincera, as pessoas gostam disso em você! No mais, continue assim, e curta a sua infância, a sua adolescência, vai ser tudo lindo! <3

Um beijo, de você, daqui 10 anos.

div_sidebar

A ideia desse post veio quando li essa carta, que o site Hypeness propôs, e ai eu decidi fazer, porque achei interessante relembrar do que eu reclamava ou fazia à 10 anos atrás e por incrível que pareça lembrei de muita coisa ahha também achei como se fosse um desabafo para mim, pois acho que eu sofri muito nessa época e precisava desabafar pra mim mesma que eu estou ótima, e que comprovei que sofrer faz a gente refletir 😀 e também achei o meu diário de páginas escuras e uma agenda de 2005 da WITCHES <3 , que ilustra esse post, espero que tenham gostado e se quiserem fazer, ficarei muito feliz 🙂 lógico que aos meus 13 anos, não tinha muita coisa para se fazer mas foi uma época gosta e é interessante, que pouquíssimas coisas eu lembrei, foi o suficiente para fazer essa carta 🙂 s2

post_foto4

E se você fizer, eu quero ver em?! se postar manda o link para mim, por comentário e se preferir mandar por e-mail: maira.namba@yahoo.com.br fique a vontade também 🙂 Vou adorar ler as cartas de vocês s2

foto13

Continue Reading

Pratique o desapego

Já vou lhe falar de primeira, não é fácil. (Desapegar no dicionário é: 1. Despegar. 2. Fazer perder a afeição a. 3. Perder a afeição a. 4. Perder o interesse, o empenho por. 5. Largar; soltar-se; desagarrar-se. ) Se você já ouviu o termo “Pratique o desapego”, talvez refletir não seja uma má ideia. Quando precisamos nos desapegar de coisas, é porque aquilo não tá fazendo bem, de alguma forma, aquilo está te afetando.

Já ouvi milhares de vezes isso, e olha eu consegui praticar o desapego com vários objetos, com várias coisas que estava me fazendo ruim e melhorou, posso dizer que não 100%, mas deu uma boa guinada na minha vida. Não, eu não sou especialista no assunto, não sou médica, nem terapeuta e nem psicóloga, mas acredito que muita coisa que se passa pela nossa cabeça é psicológica. O desapego é necessário, desde criança você aprende a desapegar das coisas, como por exemplo, da chupeta, a sua mãe te ensina que quando você completa uma certa idade, a chupeta não é mais necessária, o desapego entre ai. Ou a fralda, a mamadeira, não usar mais o pinico, é, nem percebemos que a palavra “desapego” está no nosso vocabulário desde pequeninos. Então porque não praticar agora depois de grande?

Eu quero me desapegar da minha insegurança, da minha ansiedade, do meu ciúmes, dos meus medos, da minha preguiça, quero me desapegar de tudo isso. E quero praticar o Apego, comigo, o apego de estar bem comigo mesma, o apego de estar feliz fazendo coisas que gosto, de estar bem com pessoas que gosto, quero praticar o apego de ler mais livros, de me divertir com a minha família, de sorrir mais.. é isso que quero fazer. O ministério da felicidade adverte: Praticar o desapego, faz bem a alma. 🙂

Viram que mudei né? 😀 O layout tá bem do jeito que eu queria fazer. Queria agradecer aos tutoriais do Madlyluv.com, do True-luv.com e da ajuda mais que especial no css do meu namorado s2 que me ajuda sempre quando preciso, Obrigada mesmo *-*

Continue Reading

A arte da convivência

Genteee! 😉 To viva! 😉 é que é semana de provas na faculdade e é foda. E também tem o trabalho, que saiu dois de criação e os trabalhos estão vindo em peso, prometo que no feriado atualizo o blog ^^ Obrigada pelas visitas e pelos comentários! Já Já respondo todos 😉

Editando – 10/05
Ok, sei que não consegui atualizar, mas é que está realmente complicado! Agradeço de coração, todos os comentários e visitas, eu vou tentar atualizar o blog no final de semana! Obrigada mesmo gente 😉 Beijos :*

“Você não faz o seu trabalho direito”. Foi isso que eu ouvi de um ser (não vou citar nomes ok 😉 ) do trabalho, além desse teve outros a mais, como “estou te avisando, a gente precisa sentar e acertar as nossas diferenças, você é muito bocuda”. É, ouvi isso. E o que eu fiz? fiquei quieta, tudo bem, quis falar várias coisas :@ , mas fiquei na minha, porque? por causa daquela tal de convivência no ambiente de trabalho. Infelizmente a gente tem que conviver com pessoas diferentes, com pessoas que tem hábitos insuportáveis para nós e como é difícil conviver com as pessoas não é?!
Além de ficar naquele impasse, de se responder, podemos ser mal interpretadas ou até mesmo despedidas. É complicado dizer o que fazer exatamente em uma situação dessas. Quando isso aconteceu, nem passou pela minha cabeça em colocar no blog, mas semana passada eu estava vendo algumas reportagens e me ocorreu de contar este fato aqui no blog, primeiro para me desabafar e segundo para tentar dar dicar para todas que vão entrar no mercado de trabalho, e isso não acontece apenas na área de Design, acontece em todas as profissões que você achar possível. O que aconteceu comigo foi bem desagradável, isso tudo me deixa chateada, porque eu sei que esse cara não vai ser repreendido, porque? Nepotismo! Amigo do chefe, faz a hora que quer, fala o que quer, responde pra todos, chega tarde e sai cedo, sabe aquelas coisas que você fica indignada? É assim que me senti quando aconteceu, nunca achei que um dia alguém me chamaria de bocuda, e eu não sou, eu falo a verdade e sou transparente quando não gosto, mas me deixou bem chateada. Agora este cara é apenas um funcionário, falo o que tiver que falar sobre trabalhos, infelizmente tenho que conviver com ele, mas o ignoro quando não precisa falar, para mim ele não existe. É fazer isso ou ficar com clima ruim, e é complicado, porque as pessoas em volta não tem culpa. E o clima ruim na empresa deixa todos ruins, eu, insatisfeita com o trabalho e os outros ouvindo coisas desnecessárias.Pensando nisso, pesquisei várias dicas de como conviver com as pessoas em um ambiente de trabalho e acho que pode ser muito importante pra todos, principalmente quem está começando agora no mercad de trabalho 😉

A gente sabe que tolerar é dificil, mas no mundo em que vivemos hoje, até nós jovens de 20 anos, estamos cada vez mais nervosos, estressados e com uma certa intolerância e a gente sabe que é pelo tempo corrido, trabalho em cima de trabalho, provas na faculdade, mas temos que nos controlar também. Pois um profissional controlado, é um homem controlado, seja na parte amoroso, amizade, familiar e outras, você controlado é você bem! Outra forma de pensar na convivência, é ver os benefícios que ela nos tras, não só porque sobrevivemos com a convivência, mas porque ela nos influencia, nos transforma, nos ajuda a crescer. Nós sabemos como é dificil conviver com pessoas, até porque cada ser tem uma bagagem diferente. Uma coisa não profissional é afastar da situação real, temos que enfrentar e se entrentarmos com maturidade, só vamos ser beneficiados.

Em um site, achei uma tabela bem bacana sobre as características das pessoas e como neutralizar, isso é bom pra gente refletir e tentar seguir um caminho diferente, na hora que a coisa sobe pra cabeça 😉
blog

Espero que tenham gostado do post, porque lendo todas as dicas, sites, eu consegui me controlar em algumas situações depois do ocorrido ^^ e espero que vocês também consigam quando estiverem nesses momentos 😉
Bom feriado a todos! Vou responder os comentários com calma, mas respondo ok?! * Se quiserem pegar a imagem podem pegar, mas dê créditos ok?

Continue Reading