talvez a jornada agora é sobre mim..

30 de dezembro de 2023, e eu não pensei em escrever novamente sobre isso. Mas depois de quebrarem meus caquinhos que eu estava colando com muito amor, eu comecei a refletir e a pensar um pouquinho sobre tudo que passei desde 2020. E acho que ta na hora de entender que a jornada agora é sobre mim…

Eu não imaginei que depois desse post, eu iria escrever sobre isso de novo. Eu me abri novamente pra alguém, pro amor, pra felicidade e novamente eu fui levada a colar os caquinhos, que estavam secando ainda da última vez..

Esse é o meu diário não é? Eu achei que dessa vez seria algo bom sabe? você chegou tão inesperado, de uma forma leve, diferente. Eu sentia que você era diferente, dos que já apareceram pra mim, eu senti que a gente tava construindo algo legal, as nossas conversas, a forma como a gente levava tudo isso… Mas eu estava enganada, você falou coisas horríveis aquele dia, parecia até que estava querendo que eu ficasse com raiva de você, pra que eu terminasse tudo, e foi isso que aconteceu. Você não teve coragem não é? Mas diferente da outra vez, eu me dei 3 dias para ficar mal, para ficar realmente mal. E foi isso que aconteceu.

Dessa vez não tem cartas, não tem contagem de dias, e nem culpa. Eu sei que eu fiz de tudo para que o relacionamento pudesse seguir em frente e ser algo bom, eu sei que eu fui boa, compreensiva, companheira, gentil, dedicada com as situações, amorosa com você e a sua famíia. Não há mais raiva, nem mágoa, nem culpa. Há uma tristeza, e ela vai passar, conforme os dias forem passando.

Só que dessa vez, depois dos 3 dias de luto, eu entendi que talvez agora a jornada seja sobre mim.
Sobre eu entender o que eu quero realmente dentro de um relaciomento, e o que eu quero para um homem estar ao meu lado.
Sobre eu saber impor meus limites, sobre eu entender meus traumas, sobre eu entender que eu sou uma mulher incrível e que passei por tanta coisa, que mereço ser feliz, e encontrar alguém que realmente está disposto. É sobre o meu eu interior, é sobre eu entender meus desejos, minhas felicidades, é sobre entender o meu amor por mim mesma.

Talvez eu fique mais “fria” a partir de agora, com dificuldade de acreditar com mais ingenuidade, no que me dizem. Talvez esse texto não seja o último sobre quem me magoa, talvez eu seja aquela pessoa que acredita em encontrar aquele amor, aquele companheiro que vai me fazer acreditar que eu sou merecedora disso tudo, talvez eu erre, talvez eu me envolva novamente e me jogue novamente.. Eu nunca vou saber como pode ser. Mas o que eu sei é que estou tentando…
E confesso, como dá medo, de me machucar novamente, de me ferir de novo.. mas como dizem, a cada ferida, mais forte você fica.. E talvez o medo maior é de não tentar, de não amar.

Ser intensa é uma das maiores virtudes que eu tenho, porque eu sei que mesmo machucada, eu me entreguei por inteira pra cada situação que eu vivi. Só que agora talvez, eu precise me entregar inteira pra mim, e é por isso que talvez minha jornada agora seja apenas sobre mim!

Entenda, não me arrependo de nada do que eu vivi nesses 9 meses, mas depois de decepções, acho que está na hora mesmo é de eu deixar ir quem precisa ir.. e olhar pra mim com o mesmo amor que eu olho para as pessoas.

Alguém que gosta de colocar nas palavras o que sente, o que quer e o que vive. Palavras são só o caminho para um mundo com muita luz...

Você pode gostar de

11 Comentários

  1. Thank you for sharing your heartfelt journey. It takes immense strength to reflect on one’s experiences and grow from them. Your openness and self-awareness are truly commendable. Taking time for self-discovery and understanding your own desires and limits is a powerful step toward personal happiness. Remember that your journey is unique, and the lessons learned will shape a stronger, wiser version of yourself. Wishing you courage, healing, and the love and happiness you truly deserve on this new chapter of self-discovery.

  2. Maíra sinto muito pelo acontecido! Quebrar o coração não é fácil. Não tem nada que cure rapidamente essa dor e muitas vezes quando achamos que estamos bem, vem algo que faz a gente relembrar aquela dor no peito. Eu só posso te desejar paciência, paz no coração e que esse tempo de cicatrização te cure da forma mais bonita possível.

    Se cuida e que esse ano você volte a brilhar como nunca ♥

  3. Oi Maíra!

    Nesse período você provavelmente já deve ter escutado milhares de vezes para ter força e ficar bem… e eu desejo do fundo do meu coração para que você realmente fique.

    Esse teu post me lembrou muito da técnica japonesa do kintsugi, que é colar os cacos de cerâmica quebrada e passar uma tinta dourada ou prateada nos “remendos”. A peça nunca mais vai ser como era, mas vai ser singular da sua forma. A imperfeição do quebrado pode se tornar algo lindo se tivermos paciência, tempo e amor para colocar tudo no lugar.

    Que você consiga reunir seus cacos e dores e transformar em algo muito bonito e único, algo seu.

    Abraço forte e desejos de um 2024 cheio de bons momentos pra ti!
    Bruna recently posted…Bardolino, no Lago Di GardaMy Profile

  4. Ei Maíra!
    Sinto muito! Lidar com términos é sempre difícil, mas gosto de acreditar que a escrita ajuda…
    Que neste ano, você se reencontre, se valorize, se ame, e, quando for o momento certo, encontre alguém que também te ame incondicionalmente, como você merece ser amada.
    Beijos!

  5. Oi Maíra!
    Sinto muito que você tenha passado por isso novamente, mas eu acredito que a gente não pode se fechar pro mundo por conta de experiências ruins… Aprender, ficar mais forte, entender o que a gente quer e precisa sim, agora só se fechar não pode. Quem é intenso não sabe ser de outro jeito, a gente não pode perder a coragem de amar.

    Que você siga sua jornada sobre você, porque isso é lindo! Que seja forte, que se ame, que se reencontre.

    Feliz 2024 para você!
    Um beijo!

  6. Caramba, ler isso me tocou profundamente. É incrível como você consegue expressar seus sentimentos de uma maneira tão honesta e crua. É corajoso enfrentar essas situações, abrir o coração mesmo sabendo que pode se partir em pedaços.

    É difícil entender por que algumas pessoas acabam nos magoando, especialmente quando esperamos algo diferente. Mas a sua capacidade de se dar, de se entregar por inteiro, é uma qualidade admirável. Entendo totalmente o medo de se machucar novamente, mas acho que a sua decisão de focar em si mesma agora é sábia.

    Às vezes, é necessário dar um passo para trás, reavaliar o que queremos e merecemos, e se amar em primeiro lugar. A jornada de autoconhecimento e autodescoberta é tão essencial quanto complexa. Você merece todo o amor e respeito, tanto de outras pessoas quanto de si mesma.

    Seus sentimentos são válidos, e espero genuinamente que essa jornada interior traga clareza e, eventualmente, a paz que você merece. Continue sendo intensa na busca pelo seu próprio amor, suas felicidades, e pelo que realmente importa para você. E, como disse, se você se entregar inteira a você mesma, é um caminho poderoso.

    Se ainda não oconhece meu blog é o Depois dos 28 estou acompanhando seu blog, sei que não é uma troca mas ficarei muito feliz se aparecer por lá, um grande abraço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge